Follow by Email

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Eu digo sim a impunidade?

EU DIGO SIM A IMPUNIDADE? Quando me calo diante dos últimos acontecimentos, onde os marginais tem agido com extrema violência, pois as nossas Leis estão ultrapassadas, agem com maldade, atiram sem nenhuma piedade, ateam fogo, estupram, torturam fazem o que querem sem piedade. Se continuarmos nos calando, nesta hora nós cidadãos, estaremos dizendo sim a impunidade. Temos que tomar posição definida nesta luta, por que a próxima vitima pode ser alguém próximo pode ser você e pode ser eu. Temos que nos organizar e mudar estas Leis, para que esses marginais menores ou maiores de idade sejam punidos e eles paguem por seus crimes e danos causados as famílias que sofreram os danos. Se, os Deputados Federais e Senadores, quais nos eleitores os elegemos, não nos apoiarem nestas mudanças, nos o colocamos para nos representarem nossos interesses, temos poder também de tirá-los e colocar outros que estejam dispostos a trabalhar por seus eleitores. Não adianta aumentar o efetivo policial se não mudarmos as Leis. Pois os marginais serão liberados antes mesmos dos policiais terminarem o Boletim de Ocorrência. Os marginais continuaram transgredindo as Leis por causa da impunidade. Que as novas Leis obriguem os marginais que causem qualquer tipo de dano sejam responsáveis pelo pagamento das indenizações. A cadeia tem se tornado uma escola de aperfeiçoamento do crime organizado com tudo pago por nos que pagamos impostos, La o marginal faz graduação, pós, mestrado e doutorado. Quem rouba, quem mata, quem fere, quem estupra, quem causa qualquer dano deve arcar também com suas conseqüências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário